ago 31

Missa de Unção dos Enfermos

001Oficializando os festejos da Padroeira “Nossa Senhora das Dores” foi realizada hoje, mais precisamente 30 de agosto do corrente ano, a Missa de Unção dos Enfermos. A essa prática vale ressaltar que Jesus, sempre, teve preferência para os enfermos, não só os físicos como os da alma. Anteriormente, a Unção dos Enfermos, nomeada de Extrema Unção era praticada, geralmente, em momentos derradeiros da vida de alguém, mas hoje essa prática se estende a qualquer pessoa que se encontra vitimada por um mal. Nesse propósito se unta a testa com o óleo, oriundo da Vigília Pascal, com a intenção de abençoar e até mesmo curar os doente, bastando tão somente a esses a fé, pois conforme Pe. Paulo Marcelo assevera, constantemente, em suas homilias, para estabelecer a ponte com o sobrenatural, com o Sagrado.

Em tempo pôde-se observar os inúmeros fiéis preenchendo todos os espaços da Matriz, na busca de uma cura, de uma compreensão do mal físico e mental que os afligem. Na homilia Pe. Paulo Marcelo explicou a lógica do amor de Jesus, que só é possível na prática da acolhida e da esperança, ao narrar um acontecimento, quando de uma visita que fez a uma doente, quando a mesma demonstrou a provação por que passava, com um sorriso de esperança, totalmente, comovedor. Para tanto nossa fé não pode ser lerda e nem tampouco titubeante ela tem que ser guiada pelos caminhos do nosso coração abstrato, que se corresponde diretamente com Deus. Consoante a isso devemos buscar nossa fé, através de atitudes, não as formais: ir à Missa (como, simplesmente, um acontecimento social) ou decorar orações sem que as mesmas passem por nossas emoções, mas na escuta dos clamores dos menos favorecidos, para, a partir daí, sejam forjadas ações concretas, tais quais as demonstradas pelas Beatas: Madre Tereza de Calcutá, Nhá Xica e Irmã Dulce e pelos agentes da Pastoral da Saúde de nossa cidade. Vale ressaltar, também, a ilustre presença do Reverendíssimo Pe. Dirceu de Oliveira Medeiros. Foi um momento em que se pôde observar a máxima da Boa Nova de Jesus: Eu vos dou um novo mandamento: amai-vos uns aos outros. Como eu vos amei, assim também vós deveis amar-vos uns aos outros (Jo 13,34).

Por João Bosco de Melo – PASCOM

Dores de Campos, 30 de julho de 2015

Todo católico que, por doença, acidente ou velhice avançada, estiver em perigo de morte, deve receber a Extrema-Unção. Mesmo as crianças com doenças graves e em perigo de morte podem recebê-la, desde que já tenham alcançado a idade da razão.

Normalmente, devemos receber a Extrema-Unção já tendo recebido a absolvição dos pecados. Ao menos devemos ter o arrependimento de todos os nossos pecados.

ago 31

A Caridade

01

A caridade

É uma doação

Espontânea

De um ser humano

Ao outro,

Em momentos

De infortúnio

Dor e

Tristeza.

Muitas vezes

As pessoas

Necessitam

De bens

Materiais,

Mas em alguns

Momentos de

Palavras de consolo

E encorajamento.

 

No mundo

Do capitalismo

E da ganância

Desmedida,

Muitas pessoas

Morrem nas filas

De hospitais

Ou esperando

Tratamentos

Do sistema público.

Enquanto muitos

Políticos corruptos

Desviam verbas

Que deveriam

Destinadas ao

Povo brasileiro.

Sem contar alguns

Milionários que

São egoístas

E insensíveis

À miséria humana.

 

O ser humano

Deveria se sensibilizar

Mais com o sofrimento

Do próximo.

Segundo as palavras

Do mestre Jesus Cristo,

Nos mais doentes

E sofredores,

Está o próprio

Deus.

No entanto

Muitos capitalistas

Os enxergam

Somente como

Seres marginais

Da sociedade e

Não como pessoas

Dotadas de sentimento

E sensibilidade.

 

“A caridade ao próximo é uma forma de se aproximar do criador.”

Por Sirlene Aliane – PASCOM

ago 20

Série Exemplos – 02: Dona Geni

001Geni Ferreira de Melo, 77 anos, nasceu em Prados, morou nessa cidade seis anos, depois mudou para Barroso, durante seis meses. Mas morou a maior parte de sua infância e adolescência em uma fazenda do Livramento da avó Nhá do Julinho Saldanha. Quando mudou para a Água debaixo da Terra em Dores de Campos, já tinha quinze anos. Destacou que tinha três irmãos a Gessy, Eva e Antônio. A avó era religiosa, mas não participava de movimentos da igreja, pois naquela época tinham poucos movimentos, o pai e a mãe também eram religiosos e fervorosos, ensinaram os filhos a rezar, mas como moravam em fazenda não participavam muito das missas, o pai sempre que ia realizar algo entregava nas mãos de Maria Santíssima. Ressalta que a mãe arrumou os filhos com muito gosto para a primeira comunhão, mesmo com as dificuldades financeiras da família. Casou muita nova com João Rodrigues de Melo mais conhecido como João Pereira e foi morar na rua Vicente Lacerda conhecida como rua do canto, já mora na mesma durante 60 anos. O seu casamento foi celebrado pelo padre Raul às três horas da tarde e caminharam a pé pela cidade, em um dia de festa do Livramento. Enfatiza com entusiasmo que criou seus quatro filhos com religiosidade e todos participam das missas e movimentos religiosos, Ronaldo, Gilson, Roseli e Reni.

004O primeiro movimento religioso da qual participou foi como zelada do Sagrado Coração de Jesus, ressalta que morava na Água Debaixo da Terra e foi chamada pela Dora do Amerquinho em 1951 e em 1981 passou a ser zeladora. Até os dias de hoje participa de reuniões do movimento com assiduidade e das adorações do Santíssimo Sacramento. Muito devota do Sagrado Coração de Jesus. Depois foi convidada para ser irmã do Rosário, na época do padre Pedro, já morava nas imediações do Rosário nesse tempo. Atualmente ainda participa da Irmandade do Rosário com responsabilidade, devoção e fé. Em 1991, quando o padre José Roberto era padre em nossa paróquia, foi convidada para ser ministra. Foi ministra durante seis anos e meio, assim participou do ministério até na época do padre Fábio, não mudava muito os ministros e depois foi convidada para ser ministra pelo atual padre Paulo em 2007.

002Muito atuante nos movimentos e apaixonada pela igreja do Rosário, ofereceu para ajudar na limpeza da igreja, colhia flores naturais para os altares, pois naquela época as artificiais não eram usadas. Nos dias de hoje auxilia em serviços menores na limpeza da igreja, com muito amor e esmero. Nos dias atuais, durante todo o mês de outubro reza-se terço às três horas da tarde na igreja do Rosário em comemoração ao mês de Nossa Senhora do Rosário. Ressalta que já tem mais de 20 anos, no início era ela e dona Alfredina e alguns moradores e o mesmo foi crescendo e atualmente participam pessoas de todas as regiões da cidade. E durante o ano todas as quintas-feiras dona Geni e um pequeno grupo de fieis rezam o terço às três horas. E depois de um tempo organizou a novena de Natal na igreja do Rosário, no início com pessoas dos arredores do Rosário e posteriormente com pessoas de toda a cidade.

003Dona Geni gosta muito de ler livros religiosos, revistas Canção Nova, Aparecida, Divino pai eterno e outros. Muito solidária com os movimentos religiosos de todo o Brasil, cita a importância de contribuir também com os da cidade, como na construção da Igreja de São Benedito, Nossa Senhora de Fátima e dos quais ela participa que é a Irmandade do Rosário e o Apostolado da Oração. Muito humilde e solidária disse que ajuda o quanto pode todos os movimentos religiosos. Dona Geni é um exemplo de ser humano a serviço do próximo e da igreja católica. Enfatiza: “Tenho orgulho de ser católica”.

SAM_9133Dores de Campos, 20 de agosto de 2015

Por Sirlene Aliane – PASCOM

ago 19

Relatório da Semana da Família 2015

00509/08 – Domingo

001Domingo, dia 09 de agosto do corrente ano deu-se início à Semana da Família, quando a mesma foi representada, em toda a sua amplitude, pelo jovem casal Clayser, Moema e os filhos: Gustavo e Fábio. Nesse sentido se estabelece a seta que aponta para um futuro, quando se espera, através das pequenas e muitas batalhas vulgares do dia a dia, a perpetuação desse vínculo criado desde o início da humanidade em um dos exemplares primeiros da raça humana: Adão e Eva. Em consonância com a abertura desse momento forte, quando se pretende em 05 dias refletir temas profundos que envolvem o matrimônio, primeira célula para a criação de uma família, Monsenhor Juvenal Vaz Guimarães Filho, através de uma profícua homilia asseverou que, somente o amor, quando bem estabelecido, propiciará a tolerância, a renúncia, a harmonia, a felicidade e a perenidade dessa instituição sagrada.

10/08 – Segunda-Feira

001Na intenção de refletir o primeiro Tema “Gerados no amor Deus e enviados a manifestá-lo aos outros” e tendo o jovem casal Rafael, Lilian e a pequena Rafaela, com a imagem da Sagrada Família de Nazaré, deu-se início a celebração da Santa Missa, quando, após a leitura do Evangelho a Sra. Eliana da Eva e seus familiares asseveraram em um diálogo muito bem construído, que a criação do homem (homem/mulher) por Deus à sua semelhança teve a intenção de amor e felicidade, porém, devido à transgressão propiciada pelo livre-arbítrio, os equívocos perpetuaram e se transformaram em infelicidades. Mas asseveraram, também, que o destino do homem, à sombra dos ensinamentos de Deus, narrados pelas escrituras sagradas, é a felicidade e a célula primeira para essa intenção ocorre na aliança matrimonial.

Seguindo a saga familiar a Sra. Maria da Glória comoveu a todos dando um testemunho de vida, narrando que ao ser diagnosticado um câncer em seu intestino, encontrou na família, totalmente concatenada em orações a Deus, o bálsamo eficaz para aliviar suas dores e o propiciamento da cura plena..

11/08 – Terça-Feira

001Com o Tema: “Sexualidade – Dom de Deus” teve inicio a Santa Missa com o cortejo, pela nave, com 24 coroinhas a ostentar a imagem da Sagrada Família. Após a leitura do Evangelho houve o diálogo, através do Sr. Zé do Branquinho, Sra. Jadir e filhos, sobre a sexualidade no casamento, tema esse até então tabu, mas devido à coisificação do sexo a igreja vem tentando demonstrar que o mesmo, quando usado de forma correta pode propiciar o prazer e se definir como a arte do encontro. Em tempo vale ressaltar que as próprias palavras gêneses e genitália são co-irmãs e na intenção subentende-se que sexo é uma coisa sagrada e para tanto não pode ser motivo de vergonha e de degradação moral. Haja vista que o papa Pio XII asseverou que as genitálias são órgãos que propiciarão o prazer sexual do casal e reafirmou que o casal tem direito ao prazer. No diálogo representado há uma fala que diz que o homem e a mulher unidos pelo matrimônio serão uma só carne. Há que se entender que a individualidade deve permanecer, porém o propósito deverá ser o mesmo. Khalil Gibran narrou em um poema que apesar das colunas suportarem o peso dos templos e estarem juntas elas se erguem separadamente e o carvalho e o cipreste, apesar de comporem a floresta, não crescem à sombra do outro. Para tanto na relação matrimonial o homem não pode se anular ante a mulher e nem tampouco ela perante o homem. Há que se entender que ambos têm que caminhar lado a lado, com os mesmos direitos e deveres.

O testemunho de vida ficou a cargo do Sr. Antônio, que vitimado pelo vício do tabaco solicitou de Deus forças para a extinção desse vício e o auxílio veio, através do apoio de sua esposa Sra. Dirce.

12/08 – Quarta-Feira

001Com o tema: “Homem e Mulher construindo um matrimônio Santo” teve início a Santa Missa com o casal Valdecir (Dedeco), Aleandra e o pequeno filho ostentando a imagem da Sagrada Família até o presbitério. Após a leitura do Evangelho houve o diálogo a ser refletido, sendo esse a cargo do Sr. José do Canela, Sra. Sueli e familiares, quando se pôde entender que uma sociedade saudável ou não, passa pela família. Através da lógica dos acontecimentos sociais a Sra. Sueli com a proficuidade que lhe é inerente foi pontuando os desafios para se educar condignamente os filhos ante uma sociedade inescrupulosa. Traçando um paralelo com os acontecimentos oriundos do primeiro livro da Bíblia “Gênese” com a Boa Nova de Jesus disse: __Se Noé construiu a arca para livrar sua família de uma sociedade decadente, nós tivemos a sorte de receber de Jesus a Igreja para nos abrigar, para nos salvar.

O testemunho ficou a cargo do Sr. José da Conceição Fonseca (Atalaia) que de maneira profundamente sincera e verdadeira narrou um milagre alcançado pela mão esquerda de Jesus, quando Essa salvou sua esposa, Sra. Marlene, de um aleijo, quando a mesma passava por uma intervenção cirúrgica, bastante, delicada no fêmur. Sua narrativa foi de uma simplicidade tão grande, que se pôde notar um choro silencioso, dos muitos fiéis que lá estavam.

13/08 – Quinta-Feira

001Com o tema: “Família, esperança de Deus para o mundo” teve início a Santa Missa com os atendidos da Toca de Assis a carregarem a imagem da Sagrada Família. Após a leitura do Evangelho que narrava que devemos perdoar uns aos outros 70 vezes 07, houve o diálogo narrado pela família do Sr. Hely, Sra Glaydes, familiares, Sr. João Lanceiro e esposa, quando na sua contextualização foi mostrada a importância da vida matrimonial na intenção de metamorfosear os círculos viciosos em virtuosos, através das relações saudáveis que devem imperar no lar. A isso pôde ser aplicado uma afirmação contida na obra “Confissões” de Santo Agostinho:__Voltai, pecadores, ao coração e ligai-vos àquele que é vosso criador. Firmai-vos Nele e estareis firmes! Descansai Nele estareis descansados.

O testemunho ficou a cargo do casal Sr. Adilson (Rabicó) e Sra. Rogéria (Aruca) sendo que essa última narrou com embasamento os problemas conjugais de sua família e a vitória, na solução dos mesmos, alcançada, através de uma fé racional buscada em Jesus.

14/08 – Sexta-Feira

001Com o tema: “Igreja, Mãe e Mestra – Vida e Missão da Igreja Doméstica” teve início a Santa Missa com inúmeros catequizandos conduzindo a imagem da Sagrada Família até o presbitério. Aproveitando ao Evangelho de São Mateus 19, 3-12 Pe Paulo destacou a aliança matrimonial como exercício do projeto de Deus para a humanidade. O diálogo foi conduzido por representantes: Coral NEC, Emaus, Kirius e Pastoral da Criança, quando se destacou a Igreja como sendo a mola propulsora para a integração de todas as famílias em um único contexto, tal qual àquela que abraçou o projeto de Deus e nos deu Jesus, o Cordeiro Imolado, que através do sacrifício no madeiro rasgou o véu do templo e nos propiciou um Deus amoroso, ao contrario do Deus vingativo que marchava à frente dos exércitos de um povo eleito.

O testemunho ficou a cargo da jovem Laura que, através da sensibilidade e delicadeza de sua mocidade narrou com verdade e discernimento o breve calvário que atravessou, quando na idade dos 13 anos recebeu a noticia que tinha leucemia. Porém com o apoio de seus pais Suzana e Itamar e de toda a comunidade dorense consegui vencer esse obstáculo. Mas o mais incrível foi que, através da consciência propiciada pela sua doença, conseguiu praticar o exercício da ressurreição, na exaltação das pequenas coisas simples e banais, vislumbrando nisso, a conduta de uma vida feliz.

Finalizando o sacrifício da Santa Missa Pe. Paulo, através do casal, Giuciléia e Antônio (Tuniquinho) convidou a todos os presentes a renovar a aliança matrimonial.

16/08 – Domingo

001Conforme o acordado, às 09:30 horas houve a concentração de na Praça Cardoso, para ir em passeata no sentido à Matriz Nossa Senhora das Dores cantando músicas que faziam apologia a Família. Ao chegar na Matriz para o oficio da Santa Missa, para o Encerramento da Semana da Família, de forma muito bonita adentrou pela nave o Casal Se. Edimilson, Janaina e sua jovem filha, sendo que na frente do casal iam, também, em direção sentido do presbitério três catequizando representando de forma singela a Santa Família de Nazaré. Na homilia o Pe. Paulo Marcelo de forma simpática, rodeado de crianças, foi pontilhando a importância de se ter uma família e enalteceu a figura de Maria “a Mulher vestida de Sol” a co-redentora de nossa salvação. Em tempo vale ressaltar o dia de sua assunção aos céus. Ao termino todos cantaram:

…Abençoa Senhor as famílias Amém!

Abençoa Senhor a minha também!

Fotos: PASCOM

Texto: João Bosco de Melo – PASCOM

Dores de Campos, 16 de agosto de 2015

ago 18

Família

01A educação familiar é um dos maiores pilares da sociedade, e na família se aprende vários valores, mas um tripé é essencial: amor, respeito e verdade.   As pessoas devem amar o próximo em todos os setores sociais, sendo portadoras de atitudes amorosas em todos os locais de convivência humana. O respeito é essencial, pois as pessoas devem se respeitar umas as outras, em reciprocidade contínua. O respeito aos idosos e crianças é algo sublime na convivência humana, pois na maioria das vezes são indefesos. A verdade também é essencial, pois somente através da sinceridade com o outro que se constrói uma sociedade mais justa e igualitária, extirpando assim a corrupção e a falsidade das famílias do mundo. Muitos pais não ensinam esses valores em proporção devida, deixando um legado de falta de limites e indisciplina às gerações futuras. Somente através de uma boa educação, a humanidade terá novos rumos.

Fui criada em uma família de poucos recursos financeiro. O meu pai (Sirley )e minha mãe ( Deliane) educaram a mim e as minhas irmãs (Carina e Carolina), com muito amor e carinho. No entanto nos ensinaram desde cedo valores sólidos, a honestidade como lema, pois somente uma pessoa honesta pode conviver bem em sociedade com o próximo. Meu pai dizia sempre que o nome é algo essencial para o ser humano e que deveríamos prezar o seu que foi construído através de muita luta, trabalho e dignidade. Fomos criadas no trabalho, desde cedo começamos a trabalhar para ajudar nas despesas domésticas.

Quanto aos estudos sempre fomos motivadas, mas trabalhávamos e estudávamos, pois nossos pais não tinham condições de nos sustentar nos estudos. Minha mãe sempre foi uma guerreira, trabalhou ao lado de meu pai no tempo em que estiveram juntos, pois meu pai amado já é falecido. Gostaria de ressaltar também meu padrinho de batismo (João, carinhosamente apelidado de Dondi), pois morávamos juntos. Desde a nossa infância incentivou-nos na leitura de livros infantis e em todas as áreas intelectuais, e foi um segundo pai e pilar de nossa educação familiar. Atualmente sou casado com um homem íntegro, honesto e honrado e espero que nossos filhos sejam criados a partir de valores morais sólidos.

02A nossa família tem muitos defeitos e problemas, mas somos pessoas que buscam acertar nessa caminhada que é a vida. No entanto, somos pessoas dignas de convivência social, respeitamos as regras sociais e convenções. Muitas famílias estão sendo conduzidas pela moral da mídia e das redes sociais, seguindo um discurso banalizado de que tudo é relativo e que não existe uma moral absoluta a ser seguida pelo ser humano. Assim muitas pessoas agem de acordo com seus instintos e desejos, relegando a um segundo plano os ditames morais construídos pela moral e pela religião durante a história da humanidade. O respeito e o diálogo na família são essenciais, pois existe uma hierarquia de âmbito familiar delegando ao pai e a mãe poderes de decisão, mas sempre atentos ao diálogo e ao amor. Somente assim construiremos uma sociedade brasileira mais justa e fraterna.

 

Por Sirlene Aliane – Pascom

ago 18

Esperança

Morning GloryA esperança

É o que move

O ser humano

Em sua caminhada

Aqui na terra,

Pois pessoas

Que a perdem

Caem em um

Abismo de

Desilusão

Angústia

E dores

Da alma.

 

A esperança é aliada

Ao sonho.

Sonhar com ascensão

Profissional,

Pessoal e

Espiritual,

É algo que nos

Move e

Alegra.

No entanto

Esperar é algo

Que deve ter como

Impulso a concretização

Do sonho.

 

Mas nos dias atuais,

Diante de tanta correria

E ansiedade,

Muitas pessoas

Perdem a esperança

Em dias melhores,

E adquirem

A doença

Da alma

Que se transforma

Em males físicos.

Que somente

Serão curados

Através da esperança

Em dias mais claros.

 

Mas a única

Fonte de esperança

É a crença em Deus,

Pois somente

Através da oração

Atingiremos a

Paz de espírito

Tão almejada

E a crença

Em um futuro

Permeado de

Glórias e alegrias.

A única

Maneira de ter

Esperança é a

Crença em um

Deus pai de bondade

E consolo.

 

“A existência com sentido somente será alcançada através da fé em Deus.”

Por Sirlene Aliane – Pascom

ago 12

Relicário de São Vicente de Paulo em Dores de Campos

01Ontem, mais precisamente dia 10 de agosto do corrente ano, os fiéis devotos Vicentinos Dorenses puderam venerar na Matriz Nossa Senhora das Dores, a relíquia de São Vicente de Paulo (pequeno fragmento do tecido de sua batina) encerrado em uma pequena medalha, com a intenção de se fazer memória a esse Santo que viveu sua vida com o propósito de promover os miseráveis a uma situação digna. Durante vários horários foram rezados o Santo Rosário pelas diversas conferências que compõem o Conselho Particular da Sociedade de São Vicente de Paulo e pelos demais devotos da paróquia. Tal relicário ficará na paróquia até a tarde do dia 12, portanto, quarta-feira, quando o mesmo visitará outra cidade que compõe o Conselho Metropolitano da SSVP.

Em tempo vale ressaltar, que São Vicente após sua vida dedicada, totalmente, à promoção dos pobres, sob o estandarte da caridade, veio a falecer em 27 de setembro de 1660 sendo sepultado na capela-mãe da Igreja de São Lázaro, em Paris. Foi canonizado pelo Papa Clemente XII em 16 de junho de 1737. Ao ser beatificado em 1720 reconheceu, após aberto seu caixão que o seu corpo se conservava intacto, então o mesmo foi transferido para uma urna de prata. Durante a Revolução Francesa, quando os Padres foram expulsos dos conventos a urna foi confiscada, porém seu corpo foi escondido no porão da casa de um alto funcionário da Congregação e ali ficou até 1806, até passada a agitação revolucionária. A partir de então seu corpo, totalmente intacto pela ação do tempo, é venerados por milhares de devotos.

São Vicente de Paulo rogai a Jesus, por todos nós!

Oração da Família Vicentina

Senhor Jesus, Tu que te fizeste pobre, faze que tenhamos os olhos e o coração voltados para os pobres e que possamos reconhecer-Te neles; em sua sede, em sua fome, em sua solidão e em sua dor.

Suscita em nossa Família Vicentina a unidade, a simplicidade, a humildade e a chama de caridade que inflamou o coração de São Vicente de Paulo.

Dá-nos a força para que, fiéis à prática dessas virtudes, possamos contemplar-Te e servir-Te na pessoa dos pobres e um dia unirmo-nos a Ti e a eles no teu reino.
Amém!

Por João Bosco de Melo – PASCOM

Dores de Campos, 11 de agosto de 2015

ago 07

Programação da Semana Nacional da Família – 2015

pastoral_familiar_dc

A Semana Nacional da Família vai acontecer, neste ano, entre os dias 09 e 15 de agosto de 2015, com o tema “O Amor é a nossa missão: A Família plenamente viva”.

Criada em 1992, a Semana Nacional da Família é celebrada anualmente no mês de agosto por todas as paróquias do país a partir do segundo domingo de agosto, dia dos pais.

A Semana Nacional da Família é um momento forte de evangelização, oração e atividades com as famílias. Procura envolver todas as famílias da comunidade, para refletir sobre a identidade e a Missão da Família Cristã no mundo de hoje. Visa despertar a família para que seja um caminho de formação para o discipulado de Jesus Cristo e para que seja missionária, ou seja, família evangelizando família, visitando e levando a palavra de Deus a outra família. Neste sentido a Família é a base da sociedade e o lugar onde as pessoas aprendem a primeira vez os valores que vão guiá-los por toda a vida.

A Semana Nacional da Família é um momento forte no qual a Pastoral Familiar, em articulação com as demais pastorais, movimentos e serviços da Igreja e a sociedade em geral, intensifica seus esforços no sentido de evangelizar a família na globalização de seus diversos aspectos e realidades.

Entendemos que quem deve promover a Semana Nacional da Família são todos aqueles que amam sua família e sabem que devem somar esforços para proteger e defendê-la das grandes pressões externas que sofre, e também aprimorar a qualidade de vida dentro de casa. Mesmo aquelas pessoas que tiveram o infortúnio de não experimentar o convívio amoroso de uma família, devem participar na defesa da instituição familiar, para que possam ainda ter essa experiência, ou ao menos, oferecê-la às novas gerações. Juntos, queremos que nosso clamor seja visto na terra e escutado por Deus nosso Pai, que planejou a família como escola de amor, felicidade e conforto para toda criatura humana.

 Programação de atividades para a Semana Nacional da Família – 2015

Dia 08/08/2015 – Sábado – Encontro com as famílias da Comunidade do Caxambu, ás 15:30 na Capela do Divino Espírito Santo.

– Organização: Pastoral Familiar e Renovação Carismática.

Dia 09/08/2015 – Domingo – Missa na Matriz de Nossa Senhora das Dores/Missa do dia dos Pais, às 19:00 horas, abertura festiva com a imagem da Sagrada Família de Nazaré.

Participação: Famílias da Zona Rural (Caxambú).

Dia 10/08/2015 – Segunda-Feira – Missa na Matriz de Nossa Senhora das Dores / 1o Encontro com o tema “Gerados no amor de Deus e enviados a manifestá-lo aos outros” para ser refletido em família, às 19:00 horas.

Organização dos movimentos e pastorais: Liturgia, Pascom, Oficina de Oração e Vida, Mãe Rainha, Batismo, Filha de Maria, Coro Paroquial, Pastoral Familiar.

Participação: Famílias do Comércio.

Dia 11/08/2015 – Terça-Feira – Missa na Matriz de Nossa Senhora das Dores / 2o Encontro com o tema “Sexualidade: Dom de Deus” para ser refletido em família, às 19:00 horas.

Organização dos movimentos e pastorais: Liturgia, Pascom, Renovação Carismática, Irmandade de N.Sra. de Fátima, Saúde, Coroinhas, Coral da Renovação, Pastoral Familiar.

Participação: Famílias da Indústria.

Dia 12/08/2015 – Quarta-Feira – Missa na Matriz de Nossa Senhora das Dores / 3o Encontro com o tema “Homem e mulher construindo um matrimônio santo” para ser refletido em família, às 19:00 horas.

Organização dos movimentos e pastorais: Liturgia, Pascom, Apostolado da Oração, Capela São Benedito, São Vicente de Paulo, Criança, Ministério de música, Pastoral Familiar.

Participação: Famílias das Escolas (Geral).

Dia 13/08/2015 – Quinta-Feira – Missa na Matriz de Nossa Senhora das Dores / 4o Encontro com o tema “Família, esperança de Deus para o mundo” para ser refletido em famílias, às 19:00 horas.

Organização dos movimentos e pastorais: Liturgia, Pascom, Irmandade do Santíssimo, Toca de Assis, Mães São Miguel Arcanjo, Coral vozes de Anjos, OVS, Pastoral Familiar.

Participação: Famílias da área de Segurança, Policias Civil e Militar.

Dia 14/08/2015 – Sexta-Feira – Missa na Igreja Matriz de Nossa Senhora das Dores, 5o Encontro com o tema “Igreja, Mãe e Mestra: Vida e Missão da Igreja Doméstica” às 19:00 horas.

Organização dos movimentos e pastorais: Liturgia, Pascom, Irmandade do Rosário, Ministério da Eucaristia, Emaús, Catequese, Jovens, Coral NEC, terço dos homens, Pastoral da Criança, Pastoral Familiar.

Participação: Famílias da Área Governamental, Executivo, Legislativo, Secretarias.

Dia 15/08/2015 – Sábado – Encontro com as famílias da Comunidade de São Sebastião de Campinas, ás 14:00 na Capela de São Sebastião.

– Organização: Pastoral Familiar e Renovação Carismática.

19:00h – Missa na Matriz de Nossa Senhora das Dores.

Participação: Famílias da Zona Rural (São Sebastião de Campinas).

Dia 16/08/2015 – Domingo – Caminhada da Praça Cardoso em direção à Matriz de Nossa Senhora das Dores, com bandeirinhas, cartazes e faixas, em prol das famílias, às 09:00 horas / Encerramento da SNF com a Missa da Família ás 10:00 horas.

Participe, ore, vivencie na paróquia, no seu lar, no seu trabalho e onde estiver, deste momento exclusivo dedicado à família, projeto e criação de Deus.

“Alguém poderia dizer ainda: Você tem a fé, e eu tenho as obras. Pois bem! Mostre-me a sua fé sem as obras, e com as minhas obras, lhe mostrarei a minha fé”(Tiago 2, 18).

ago 07

OLYMPUS DIGITAL CAMERAA força

Da

É algo

Sublime

E inexplicável.

Desde o antigo

Testamento

Os hebreus

Acreditavam

Em um

Deus

Invisível

E poderoso

Que poderia

Conceder uma terra

Para os israelitas

E salvá-los

Da ira

Dos egípcios,

Babilônios e

Romanos

E de tantos

Outros povos

No decorrer da História.

 

No novo testamento

Jesus se apresenta

De maneira humana,

Mas com ensinamentos

De vida eterna.

A vinda de Jesus

É o cumprimento

Das escrituras

Sagradas do

Antigo testamento.

A vida de Cristo

Foi marcada

Por milagres,

Mas principalmente

Pela de seus

Seguidores.

Morreu e

Ressuscitou

Para salvar os

Pecadores, em nome

Do amor.

E enviou o espírito

Santo para encher

Os homens de

Sabedoria e graça.

 

Atualmente

Fieis cristãos

Do mundo inteiro

Acreditam no

Poder de um

Único Deus.

Os católicos

Crêem

No poder

Da virgem

Maria,

Mãe de

Jesus e

Da humanidade e nos

Santos da igreja.

Milhares de

Pessoas sobrevivem

No mundo

Pela em

Dias melhores

E na vida

Eterna.

“A fé é o fortalecimento espiritual do ser humano em sua vida mortal”.

Por Sirlene Aliane

jul 23

Deus é Maior

OLYMPUS DIGITAL CAMERANossa passagem

Pela terra

Seja breve

Ou longa,

Passamos

Por momentos

Alegres e

Tristes.

 

Tantas vezes

Deparamo-nos

Com incompreensões

Traições,

Maldades,

De colegas de trabalho,

Amigos,

Familiares,

Deixando-nos

Magoados

Aflitos

Angustiados

Doentes.

 

Mas nos

Momentos

De provação

Deus está

Presente

Confortando-nos,

Através dos

Verdadeiros

Amigos.

Nas orações

De abandono

E contemplação.

 

O conforto de Deus

Cura dores

Físicas e

Espirituais.

Deus é esperança,

Paz e amor!

“O apoio de Deus é o conforto temporal e espiritual”

Por Sirlene Aliane – PASCOM

Posts mais antigos «