ago 19

Programa Palavra de Fé 20 – A Sabedoria que vem de Deus

No vigésimo programa Pe. Paulo reflete sobre a sabedoria que vem de Deus e nos ajuda no convívio com os irmãos.

Participe do nosso programa enviando suas dúvidas para o email: redacaopalavradefe@gmail.com.

ago 19

Vocação Religiosa, uma resposta a Deus

OLYMPUS DIGITAL CAMERAAgosto é o mês dedicado às vocações e todos nós temos um chamado especial, seja religioso, profissional ou os dois ao mesmo tempo. A vocação é um dom gratuito de Deus e nós precisamos entendê-lo muito bem. A primeira vocação que o ser humano recebe é a vida; a segunda é o chamado a cada dia buscarmos a santidade e depois existem as vocações específicas assim como também a vocação cristã. É Deus quem nos inspira e nos vocaciona e coloca em nós a iniciativa.

No terceiro domingo de agosto, a igreja volta suas orações àqueles que aceitaram e vivem plenamente ao chamado de Deus para as “vocações religiosas”, onde doam suas vidas por uma causa. Consagram-se a Deus assumindo os votos de pobreza, castidade e obediência, ingressando numa Congregação ou Ordem Religiosa. Os religiosos e religiosas são sinais visíveis do amor de Jesus Cristo pela sua igreja e pelo mundo.

O fundamento evangélico da vida consagrada está na relação que Jesus estabeleceu com alguns de seus discípulos, convidando-os a colocarem sua existência a serviço do Reino, deixando tudo e imitando mais de perto a sua forma de vida. As congregações de religiosas ligadas à Ordem têm como carisma a procura contínua de Deus por meio da oração e do apostolado, com uma particular devoção a Maria, a Mãe de Deus.

Portanto, a importância das nossas orações diárias para que sempre hajam muitas vocações religiosas e para os que já atenderam esse bonito e importante chamado do Senhor.

Oração pelas Vocações Religiosas

Jesus, Mestre divino, que chamaste os apóstolos a vos seguirem, continuai a passar pelos nossos caminhos, pelas nossas famílias e pelas nossas escolas, e continuai a repetir o convite a muito de nossos jovens. Dai coragem às pessoas convidadas, dai força para que vos sejam fiéis como apóstolos leigos, como sacerdotes, como religiosos e religiosas, para o bem do povo de Deus e de toda a humanidade. Amém!

Por Ayla D. de Souza – PASCOM
Dores de Campos, 18 de agosto de 2014

 

ago 15

Semana da Família 2014

Se reportarmos aos Evangelhos Canônicos, reconhecidos pela Igreja Católica, constataremos que Maria se uniu a José, homem mais velho, em obediência aos seus pais, Joaquim e Ana, e pela ação do Espírito Santo de Deus, concebeu Jesus. Se reportarmos aos Evangelhos Apócrifos constataremos, também, que Maria, antes de se unir a José, homem viúvo e pai de dois varões e de uma menina, já nutria por ele uma simpatia, tanto que aceitou de bom grado a determinação de seu tio Zacarias, já que a mesma por ter se tornado moça, não podia mais ficar consagrada ao templo e pela ação do Espírito Santo concebeu Jesus. O certo que essas duas vertentes estão condicionadas ao que Leonardo Boff explicou como sendo mitrax, maneira de interpretar os textos bíblicos. Sendo que a balaca, quando os fatos são narrados como, realmente aconteceram e bagada, quando aos mesmos fatos são acrescidos de interpretações pessoais. O certo é que em ambas as vertentes, tanto a canônica, quanto a apócrifa houve uma união santificada por Deus, quando a ultrapassagem dos prazeres da carne deu lugar a forma incondicional e verdadeira de amar, onde na amizade e no respeito se formatou o modelo de Família que todos buscam, que todos aspiram. Embaçada a esse sentimento e a essa intenção a Pastoral de Família, através do casal de coordenadores: Wellington e Vilmara aliados a todos os movimentos e pastorais estão sugerindo nessa Semana de 09 a 17 de agosto, do corrente ano, momentos de reflexões, como forma de trabalhar a Família, para a idealização de uma sociedade, verdadeiramente Cristã e harmônica. A essa intenção deu-se início à Semana da Família na Missa das 19:00 h do dia 10, domingo. Leia mais »

ago 11

Programa Palavra de Fé 19 – Chamado a Vocação Sacerdotal

Neste programa Pe. Paulo reflete sobre a passagem do Bom Pastor e o chamado a Vocação Sacerdotal.

Participe do nosso programa enviando suas dúvidas para o email: redacaopalavradefe@gmail.com.

ago 08

Dia dos Pais

001A comemoração do dia dos pais nos remete a figura de Deus pai, pois ele criou o mundo com suas belezas naturais para beneficiar seus filhos amados. A perfeição da natureza é realmente uma dádiva de Deus: as estrelas, o sol, a lua, as estrelas, serras, florestas, oceanos, flores, grutas, cachoeiras, animais e tudo com uma função específica na organização do cenário do universo. Mas o ser humano com sua irracionalidade tem destruído essa harmonia perfeita em detrimento de uma exploração predatória e direcionada para os bens terrenos. Atualmente existem diversas campanhas para conscientizar às pessoas da importância de se preservar a natureza, pois ela é fonte de vida no planeta terra. No entanto o que mais dificulta esse cuidado com os bens naturais chama-se ganância e essa é atrelada à desigualdade imensa entre ricos e pobres, pois Deus pai não criou um mundo onde uns poucos têm benefícios e outros são mendigos, explorados e humilhados pelos mais poderosos. Muitas pessoas aqui na terra pensam somente em acumular fortunas e não se importam com o seu próximo.

A idéia de poder é uma constante no mundo de hoje, mas Deus nos demonstra através de gestos simples que é o ser supremo do universo. Desde a antiguidade o ser humano pesquisa sobre a longevidade da vida. No entanto somente Deus é o senhor do tempo de cada um aqui na terra, alguns vivem muito e outros um período curto. Quando a missão é cumprida, as pessoas são chamadas ao PAI. A morte de um ente querido é uma ferida aberta que somente com o tempo e a proteção de Deus podemos vencer. Quantos filhos estão chorando a morte recente de um pai nesse dia dos pais, pois somos tão afortunados que Deus permite que tenhamos um pai aqui na terra. Particularmente tive dois “pais”, um sofreu enfermidades por um longo tempo aqui na terra até seu falecimento, o outro Deus levou em num estalo, o coração parou. Os dois deixaram para mim e minhas irmãs a herança mais importante que um pai pode deixar aos filhos “Valores sólidos”, como a honestidade, respeito, solidariedade, amor ao próximo e fé. Além de coragem para enfrentar o mundo através do trabalho duro e honesto. Na passagem bíblica do Eclesiastes 22: “O filho mal educado é a vergonha de seu pai, a filha semelhante não gozará de nenhuma consideração”.

“Parabéns a todos os pais vivos e falecidos, pois o amor do filho pelo pai é eterno”.

Por Sirlene Aliane – PASCOM

Dores de Campos, 02 de agosto de 2014

ago 08

Semana Nacional da Família – 2014

pastoral_familiar_dc

A Semana Nacional da Família vai acontecer, neste ano, entre os dias 10 e 17 de agosto de 2014, com o tema “A espiritualidade cristã na família: um casamento que dá certo”.

Criada em 1992, a Semana Nacional da Família é celebrada anualmente no mês de agosto por todas as paróquias do país a partir do segundo domingo de agosto, dia dos pais.

A Semana nacional da Família é um momento forte de evangelização, oração e atividades com as famílias. Procura envolver todas as famílias da comunidade, para refletir sobre a identidade e a Missão da Família Cristã no mundo de hoje. Visa despertar a família para que seja um caminho de formação para o discipulado de Jesus Cristo e para que seja missionária, ou seja, família evangelizando família, visitando e levando a palavra de Deus a outra família. Neste sentido a Família é a base da sociedade e o lugar onde as pessoas aprendem a primeira vez os valores que vão guiá-los por toda a vida. Leia mais »

ago 08

Pastoral Familiar – Dores de Campos

pastoral_familiar_dcAo nos aproximarmos de mais um evento da “Semana Nacional da Família”, olhamos com grata satisfação pelo caminho que percorremos, desde a implantação da Pastoral Familiar em nossa paróquia. Lembramos das reuniões preparatórias, de desistências, mas principalmente de perseveranças dos agentes nos estudos e atividades conforme planejamento.

Ao longo de sete anos desde a implantação nosso objetivo, sempre, foi apoiar a família a partir da realidade em que se encontra, estabelecendo assim um relacionamento de credibilidade e confiança, oferecendo inicialmente atividades relacionadas aos “tempos fortes” da Igreja.

A Pastoral Familiar como uma pastoral abrangente, precisa estar estreitamente ligada às outras pastorais e movimentos, pois em qualquer momento que se identifiquem situações de desestruturação na família estaremos, sempre, disponíveis quando chamados.

Com freqüente planejamento de atividades e de maneira consistente buscamos oferecer às famílias, tanto as já constituídas como as vindouras, uma estrutura de apoio em todas as fases de sua existência.

Entre algumas das atividades da Pastoral Familiar, estão os encontros com jovens, encontro com famílias de jovens, Via Sacra da Campanha da Fraternidade, encontro de namorados, preparação para o sacramento do matrimônio (noivos), adoração ao Santíssimo Sacramento, estudo bíblico, estudo dos documentos da igreja, celebração do dia dos avós, dia das mães, dia dos pais, dia do nascituro na semana nacional da vida com benção para as gestantes, Corpus Christi, novena de natal, retiro espiritual, casamento comunitário, encontros de casais em segunda união estável, orações de apoio em velórios, visitas de acompanhamento na relação entre o casal e filhos, apoio em situações envolvendo dependência química, e de maneira muito carinhosa a Promoção da Missa da Família, envolvendo famílias inteiras em toda a liturgia da missa, com distribuição de flores e livros de autoajuda, para os casais aniversariam suas uniões, quando do casamento.

Também, ao longo de quatro anos temos promovido a Semana Nacional da Família, inicialmente, nos bairros da cidade, onde tivemos boa participação das famílias locais. Desde o inicio fizemos um convite para que outras pastorais e movimentos pudessem participar conosco dessa tão importante atividade.

Este ano, no entanto, com imenso incentivo de nosso Bispo Diocesano Dom Célio de Oliveira Goulart, tivemos nossas forças renovadas para os trabalhos da Pastoral Familiar. Desta forma, articulamos uma Semana da Família, elaborada junto a outras pastorais e movimentos da paróquia tendo o apoio do nosso pároco: Padre Paulo Marcelo Dayer Gomes Filho. Nesta semana estaremos envolvendo toda a comunidade, representada nas suas entidades de comércio, indústria, escolas, área de segurança, e a área governamental.

Entendemos que esta ação conjunta, contribui e muito para a importância fundamental da unidade e valorização da família, com o propósito de promover a inclusão, resgatar valores e a dignidade de cada pessoa, fortalecendo assim o conceito de igreja doméstica.

Por fim, louvamos a Deus por termos a oportunidade de proporcionar à comunidade dorense, nossa contribuição como membros a serviço do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Abraço a todos.

Wellington e Vilmara – Coordenadores

Dores de Campos, 06 de agosto de 2014

ago 05

Acampamento do Movimento Jovens Carismáticos

01

No último fim de semana, mas precisamente dia 02 e 03 de agosto, aconteceu nas instalações da APAEP, o primeiro acampamento de férias do Movimento Jovens Carismáticos, que contou com a presença esfuziante de 152 jovens de Dores e cidades circunvizinhas. O tema refletido nesse encontro foi: “Jovens completai Minha alegria permanecendo unidos em um mesmo amor, uma só alma e um só pensamento” (Filipenses 2,2). Tal acampamento pôde contar com as presenças de pregadores, que em ordem foram deixando suas mensagens para serem refletidas e vivenciadas, a saber: Leia mais »

ago 01

Programa Palavra de Fé 18 – Vocação Sacerdotal

Neste primeiro programa do mês vocacional, Pe. Paulo Marcelo fala sobre a Vocação Sacerdotal.

Participe do nosso programa enviando suas dúvidas para o email: redacaopalavradefe@gmail.com.

Somente o Aúdio

ago 01

Agosto, mês das Vocações

OLYMPUS DIGITAL CAMERASegundo o calendário litúrgico, agosto é o mês da vocação, vocábulo esse designativo do latim vocare, que significa chamado, aptidão para uma profissão, ou no caso que se apresenta: chamado de Deus, para as coisas de Deus. Consoante a isso temos que entender que todos nós nascemos com capacidades de assimilar aquilo que vemos, sentimos e intuímos e repassar para os demais, no sentido de resgatar, cada um, a uma vida que irá se desenhando, em sua caminhada, ao propósito único: Deus. Até o Concílio do Vaticano II a Igreja Católica era fechada e na mesma não se permitia ao leigo uma coparticipação mais abrangente, o chamado era permitido a quem abraçasse a vida religiosa, então a partir da bula papal “Humanae salutis“, pelo Papa João XXIII, desse concílio a igreja tornou-se mais preocupada com o social, a isso os movimentos começaram a surgir, tanto que hoje se comprova, quase, impossível uma igreja se manter sem a participação dos leigos. É lógico, que não basta ter, somente, boa vontade para atender ao chamado, mas sim ter o sentido da hermenêutica, isto é, ter ciência daquilo que se aprende e que se pretende repassar, para que não haja interpretações errôneas, quanto às mensagens preditas nas escrituras, iguais as que vemos em outras denominações religiosas e, também, dentro da nossa, própria, Igreja. Para tanto, não basta tão somente ter argumentos, há que se dar testemunho e não ser motivo de escândalos, caso contrário a credibilidade pretendida cairá por terra. Sempre falo, nos movimentos em que participo, que temos que descartar todas as futilidades, toda a arrogância, pois só assim seremos aceitos e capazes de criar uma sinergia, que irá se espalhar por todos os movimentos, e criar uma unidade, tal qual a pretendida por Jesus Cristo. Há uma máxima que diz: __”De onde vem o propósitos de nossas vidas? Vem do acaso como se fosse sorte? Ou é um chamado de Deus para que possamos fazer parte no mundo.” Para tanto esse propósito está incrustado em cada um bastando, tão somente, um convite para atender o chamado e tornar-se um agricultor dos campos de Deus.

Por João Bosco de Melo – PASCOM

Dores de Campos, 31 de julho de 2014

Posts mais antigos «